Open de Belém

Porquê participar?

open-belem-base-02O Open de Belém será o quarto torneio de debate competitivo a ser organizado pela Sociedade de Debate da Universidade de Lisboa mas a equipa por detrás deste evento conta já com uma vasta experiência na organização de eventos de excelência que marcam pelo seu carácter inovador e elevada qualidade.

Agora o que ganhas ao participar, além de enriqueceres o teu CV, com direito ao respectivo certificado de participação, é habilitares-te também aos prémios surpresa que iremos ter para a melhor equipa, melhor orador e orador revelação.

Aliado a isto terás socials em que te iremos mostrar o melhor da noite lisboeta e em que poderás conviver com pessoas de universidades de todo o País e durante o evento iremos ter também coffee breaks com produtos locais de referência para que estes sejam mais agradáveis.

Nunca participaste num torneio de debate competitivo e não sabes o que é o British Parliamentary? Não te preocupes, a única coisa que necessitas para participar no Open de Belém é vontade de debater.

A SDUL irá também organizar ao longo de todo o mês de Outubro debates e sessões de preparação para o Open de Belém, onde te ensinaremos as regras, como melhorar o teu discurso, truques para debater melhor, para que chegada a competição estejas completamente à vontade.

Patrocinadores

positivo-cores
logos_delta-1
pasteis-de-belem-logo1
padrao-egeac-cores
logo_v1
11200925_10206883941163249_3350615976776162660_o

Convenor

Miguel da Silva Ramos

Licenciado em gestão pelo ISEG e frequenta actualmente o mestrado de finanças dessa instituição.

Procura todas as oportunidades para melhorar as suas capacidades, razão pela qual se juntou à SDUL, onde tem sido distinguido com óptimas classificações e prémios como os de orador revelação do I Torneio Interno da SDUL e do Terramotu, sendo finalista do Open de Coimbra de 2015 e no TORNADU’16 na categoria de iniciados.

É actualmente o presidente da SDUL e com o cargo vem a responsabilidade de organizar este nosso grande torneio, organização essa à qual se tem dedicado de corpo e alma.

14642812_1118958854826055_1994199279_n

Coordenadora de Logística

Cristiana Silva

Entrou no mundo do debate através da SDUL no seu ano de caloira no ISEG, onde actualmente completa o 2º ano da licenciatura em Gestão. Desde cedo que se mostrou responsável e prestável para o que fosse necessário na sua sociedade, mas foi pela adjudicação que se apaixonou desde cedo e foi aí que se tem conseguido destacar. Desde o início que vem explorando este novo universo repleto de momentos de convívio, diversão, aprendizagem, competição saudável e muitas moções a serem debatidas! Estreou-se numa competição nacional no Tornadu’16 como adjudicadora, seguido pelo II Torneio Interno da SDUL e pelo Lisbon Open 2016. Não pôde participar no III Open Belém, mas este ano fará tudo o que estiver ao seu alcance para proporcionar uma ótima experiência a todos e mais uma fez fazer do torneio um sucesso!

Eis a equipa de Adjudicadores Chefe (CA-Team) que estará responsável não só por garantir a elevada qualidade da adjudicação do torneio, bem como de elaborar todas as moções que serão debatidas de forma a serem equilibradas, interessantes e divertidas para todos os participantes.

14542572_1848788488686577_259172053834418091_o

Luísa Taveira

Tripeira com raízes durienses, deixa-se fascinar facilmente pelas pessoas e é, maioritariamente, por acreditar no debate como um exercício de empatia e tolerância que se dedica, desde 2010, ao desenvolvimento dessa actividade.
Sócia fundadora da Sociedade de Debates da Universidade do Porto e antiga Vice-Presidente do Conselho Nacional de Debates Universitários, esteve envolvida na organização de centenas de actividades de debate, quer na vertente competitiva quer formativa, para diversos públicos. “Suou as estopinhas” a organizar torneios, debater, adjudicar e ensinar debates.
Debateu em Oxford e Cambridge e no Thessaloniki WUDC ’16. Em competições nacionais, marcou presença, enquanto oradora e adjudicadora, em mais de uma dezena de finais e semi-finais, tendo vencido o Open de Lisboa ’13, o Torneio Nacional “Admirável Mundo Novo” e o Open do Minho ’16, e conquistado o galardão de melhor oradora do Open de Coimbra ’15 e do III Open de Belém.
Depois de ter sido CA de Campeonatos de Debates da Universidade do Porto, do Open de Coimbra ’13 e ’14, do Open de Lisboa ’14, do I Encontro Nacional de Debate Competitivo, do Torneio de Ciência do Minho e do TORNADU ’16, aceitou alegremente o desafio de ser CA nesta IV edição do Open de Belém.

14610841_313863978976282_681893681_n

Guilherme Sousa

Vencedor e melhor orador no último Torneio Nacional de Debate Universitário (Tornadu), vencedor do Open de Lisboa 2014, melhor orador (em ex-aequo) no Open do Porto 2014, Chefe de Adjudicação do Torneio Interno da Universidade do Porto (UP) 2015, representante da UP nos últimos Mundiais de Salónica. Foi depois do Tornadu 2014 que o Guilherme se juntou à (família da) Sociedade de Debates da UP (SdDUP). No entanto, os convites de outras terras são sempre bem-vindos e, a provar isso, confessa-se muito entusiasmado por poder contribuir para a organização de um torneio com a dimensão do Open de Belém.

Gosta muito de debater, mas mais ainda dos valores e do espírito que o debate fomenta: uma cultura de diálogo, atenção ao mundo que nos rodeia e de pensamento crítico, como também um espírito de tolerância, de compreensão mútua e de amor à língua, à lógica e às ideias, num ambiente de exigência e rigor. Se debater é tudo isto, é tudo isto que vais ter neste Open de Belém. Tens o convite especial do Guilherme! 🙂

13095813_10204859891776967_7794501856329790083_n

Cátia Barata

Futura advogada, está neste momento a fazer o estágio na Ordem dos Advogados enquanto trabalha na sua tese sobre Direito Administrativo.

Entrou para a  SDUC em 2013 e desde então passou por cargos como logística, secretária da direcção, presidente do conselho fiscal e é actualmente vice-presidente desta grande Sociedade.

A nível competitivo conta com grandes resultados quer a como oradora, quer como adjudicadora. Fez break como oradora no II Open de Belém (tendo ganho a final de iniciados desse torneio), e no Lisbon Open de 2016, além de ter chegado à final do I inter-núcleos de Coimbra. Como adjudicadora, esteve na final do III Open de Belém, foi presidente de mesa na final do Open do Minho 2016 e CA no 2º ENDC.

10714506_900408603317461_5322815976757419460_o

Luís Melo

Ocupa-se pensando. Escreve sobre alguns desses pensamentos e transforma os outros em música. No seu tempo livre, licencia-se em Economia no ISEG, onde já foi vice-presidente da SDUL e é actualmente responsável pelo planeamento e preparação para competições internacionais. Participa no movimento do Debate Competitivo Universitário há cerca de 2 anos, tendo tido diversos resultados quase notáveis – fez break, uma vez enquanto orador e outra enquanto adjudicador, no Lisbon Open; foi semi-finalista do Open do Minho e orador revelação do TORNADU 16. Foi ainda, em duas ocasiões distintas, CA e melhor adjudicador do torneio interno da SDUL. Além do seu percurso nacional, já marcou presença no Oxford IV e no Budapest Open. Aposta a pouca credibilidade que tem na promessa de que este Open de Belem terá o leque de moções mais interessante da história do debate competitivo nacional.